Portal da Maturidade

Tudo sobre Maturidade, por Mariúza Pelloso Lima

Projeto Acolhimento – Estimulação física!

Deixe um comentário

Estimulacao_Maturidade copy          Palavra -chave: estimulação física!

          Iniciamos com a leitura de uma frase que reflete o que vamos fazer no dia:

          “Ofereço a minha cura, o amor e a luz a qualquer pessoa ou coisa que esteja aberto para recebê-los.

          Sou um canal de amor. Estou aberto para dar e receber amor em todos os seu gloriosos aspectos.

          E assim é”.

          Tocar nossas próprias mãos, conhecer sua sensibilidade e sua força, a cura que elas podem oferecer é acreditar que somos capazes de grande ajuda para o próximo.

          Trabalhamos em duplas num círculo, para aprendermos como estimular o corpo da pessoa cuidada, para ela se sentir acolhida, amada e garantir o maior tempo possível a memória do seu corpo, pelo toque do outro; para garantir também sua autonomia para realização de pequenas tarefas que consegue executar.

          Propiciamos estimulações físicas, com bolinhas de borrachas, pequenos aparelhos de madeira para diluir tensões e provocar relaxamentos, tudo acompanhado de uma música suave, flores e aromas variados, desde o chá de melissa e laranja até o aromatizador do ambiente de bambu. Aguçamos todos os sentidos: olfato, visão, audição, tato e paladar. Uma aprendizagem e um treino para nossas mãos saberem como e onde tocar nossos corpos, sem muita pressão, mas com movimentos firmes e posteriormente, relaxantes. Criamos um ambiente ao mesmo tempo estimulante e relaxante.

          Todo esse preparo sensorial do ambiente favorece a estimulação cerebral e na medida do possível, deve ser providenciado em casa, quando o cuidador fará as estimulações na pessoa cuidada.

          Foi uma tarde tranquila, e acabamos com uma prece de gratidão por estarmos nos sentindo tão bem.

          Recebemos a visita de uma amiga e Terapeuta-Ocupacional, cuja mãe participa do nosso projeto. Muitas vezes é difícil para os filhos exercerem suas habilidades profissionais com seus pais. O fator emocional interfere muito. Não há porque se culpar. Somos seres em construção, com aprendizagens mais fáceis, outras mais difíceis. O importante é estarmos em movimento, sempre em espiral, evoluindo, se conscientizando de novas possibilidades.

          Ah, no final, vieram dois amiguinhos nos trazer muita alegria e risos: Tufão e Marieta! Dois cachorrinhos lindos que se gostaram muito! Amigos!

          E o projeto continua… todos serão bem-vindos! Até a próxma quinta-feira.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s