Portal da Maturidade

Tudo sobre Maturidade, por Mariúza Pelloso Lima


3 Comentários

A Yoga na Maturidade

Yoga_Maturidade          A yoga é uma especialidade que une ensinamentos espirituais com respiração, meditação, por meio de posturas físicas,  para nos ajudar a encontrar nossa força e nossa paz interior.

          Fui exercitá-la há poucos anos por insistência de um filho. Eu estava em um período de mudanças, praticamente deixando de lecionar, ansiosa, cansada, e, como sempre,  num ritmo muito acelerado.

          Quão bem me fez conhecê-la!

          Nas primeiras aulas, foi um desafio: desacelerar!!! Até que aos poucos, fui gostando de me sentir mais calma, mais confiante na vida e com uma respiração mais profunda.

          No início e no final da aula, ao som de músicas suaves, temos uns minutos para relaxar nosso corpo físico, nos preparando para os exercícios respiratórios e posturais que vêm a seguir.

          Aprendi que o importante é o nosso autoconhecimento. Cada um no seu limite, sem se preocupar quantas vezes repetimos a seqüência, mas fazendo-a com calma, deixando a mente se esvaziar, vivendo o aqui-agora, para receber o fluxo das energias.          

          Fazemos alongamentos imitando os animais, e cada qual, tem uma serventia diferente; posturas de equilíbrio, como a do Guerrreiro. E uma das mais importantes é a seqüência da Saudação do Sol, onde sentimos uma enorme vitalidade se espalhando pelos nosso corpos.

          Sempre há uma leitura pela professora enquanto repousamos, para nos estimular a viver bem, em paz conosco.

          Em algumas aulas há momentos de meditação induzida, e depois partilhamos as experiências vivenciadas.

          Geralmente saio das aulas com tranquilidade, confiante na vida e com pensamentos positivos para solucionar todos os desafios do cotidiano.

          A yoga na maturidade me trouxe um equilíbrio interno intenso. Está me auxiliando a trilhar o caminho natural da existência sem pressa, valorizando cada momento vivido, as pequenas coisas do dia-a-dia, onde repousa a felicidade.


1 comentário

Projeto Acolhimento – Reagindo à dificuldades e mudanças

          O ambiente foi preparado de maneira bem acolhedora, com uma mandala de alecrim no centro do grupo, para trazer otimismo, vigor e alegria. E à sua volta, várias mandalas de papel .

Mandala_Acolhimento_Maturidade

          A turma foi chegando de mansinho e nos presenteando com docinhos super saborosos, melissa natural e galhos de orquídeas. E um chá perfumado de rosa silvestre com hibisco. Logo no início já reinava muita harmonia. Sinto que o GRUPO se formou.

          Acomodadas no círculo, iniciei o trabalho com uma meditação de mandala da natureza. Escolhi a “A Árvore após o vento e o repouso em meio à mudança”, para ampliarmos a consciência e encontrarmos a paz de espírito nas belezas naturais:

          Pense em uma árvore açoitada pelo vento de outono, suas folhas marrons ou castanho-avermelhadas agitando-se para lá e para cá, muitas vezes se tocando ou se desprendendo dos galhos. Essa é a imagem das frívolas preocupações que você tem. Agora imagine o vento diminuindo e os galhos da árvore aos poucos se agitando, até parar de se movimentar. Umas poucas folhas ainda flutuam em direção ao solo, mas essas são as últimas a cair. O ar agora está parado e tudo está calmo.

          A árvore continua majestosa, sendo gloriosamente ela mesma, apesar de ter perdido muitas de suas folhas. Ela agora está tão quieta que você consegue ouvir até mesmo os cantos dos pássaros – e reconhece o canto de um bem-te-vi. As suas preocupações caem por terra, assim como as folhas caíram da árvore. Você está em paz.

          Em seguida, uma pessoa de cada vez, escolheu uma mandala que estava na roda do centro, para pintá-la, colocando toda sua emoção do momento.

maos_Acolhimento_Maturidade

          Quando estavam pintando, podia-se notar uma grande concentração e silêncio. Muitas participantes comentaram que não pintavam desde seus tempos de escola, há mais de 50 anos, que tampouco com os netos faziam isso e gostaram de resgatar essa possibilidade. Brinquei com elas, dizendo que o Dia das Crianças estava chegando, e era hora de presentear a Criança Interior delas, dando-lhes uma caixa de lápis de cor para elas se divertirem.

          

Foto3

          Deram um nome para suas mandalas: Amor – Perseverança – Alegria – Sentimentos contraditórios – Gratidão – Girassol – Desabrochar – Esperança – Infância – Olho de Bem-Te-Vi e partilharam que se sentiam em paz, tranquilas e confiantes.

          Algumas das participantes contaram mudanças importantes e benéficas que estão ocorrendo com elas e nas famílias, e assim, fechamos a reunião com uma prece de agradecimento e muitos abraços.

          Como uma árvore, sermos sacolejados por uma tempestade e após o vento, ganhos e perdas, prazer e tristeza, que vêm e vão como o vento, repousar em meio à mudança.

          E o projeto acolhimento continua ….até a próxima quinta-feira